masseuse-doing-massage-for-male-client-K

TAPING E DRENAGEM LINFÁTICA

O que é?

A bandagem elástica é a bandagem funcional com propriedades elásticas. A bandagem elástica não limita a movimentação corporal, o que é considerado seu maior benefício, ela é à prova d’água, portanto não é necessário retirá-la para tomar banho. Tudo isso contribui para que a durabilidade da bandagem seja maior, podendo ser de três a cinco dias.

 

Objetivo da bandagem elástica

A bandagem elástica tem como objetivo oferecer suporte externo aos tecidos moles, não limitando sua ação. Por ter uma tensão elástica continuamente aplicada sobre a pele, ela promove estímulos mecânicos constantes na região, o que ativam os receptores cutâneos. Estes se comunicam com tecidos profundos, ocasionando o aumento do espaço intersticial (entre as células e tecidos), o que resulta em uma diminuição da pressão sobre os as terminações nervosas responsáveis pela sensação de dor. Além disso, também permite que a circulação sanguínea e linfática fluam mais livremente.

 

Os benefícios quando associada à Drenagem linfática

A aplicação de bandagens elásticas com o objetivo de drenagem linfática está sendo cada vez mais reconhecida para o tratamento de pacientes com desordens do sistema circulatório e linfático, incluindo aquelas geradas numa cirurgia e num pós-operatório.

A técnica deve sempre ser associada com a drenagem linfática manual já conhecida, mas a aplicação das fitas elásticas corretamente após a sessão ajuda a prolongar os efeitos da técnica. Como principais resultados, podemos destacar a analgesia (diminuição da dor), já que ela previne o acúmulo de líquidos, contém o avanço do inchaço e trata os hematomas (equimoses ou “roxos ) , facilitando uma recuperação bem mais rápida.

Através do taping o paciente consegue melhorar  o curso dos fluidos através de um trauma ou cirurgia. Nestes casos a lesão gerada tende a forma edemas, um processo inflamatório. Nos casos de pós-operatório, o taping auxilia na prevenção das tão temidas fibroses muito comuns nas cirurgias de lipoaspiração, lipo Led ou HD. Se o tratamento for bem precoce, a chance de conseguir evitar as fibroses são bem maiores.

 

A fita

O material usado é uma fita de material semelhante a um tecido elástica que possui um adesivo retrátil próprio para a pele humana. Mas não adianta simplesmente colar a fita na região desejada: o que faz diferença na técnica é como ela é cortada, a quantidade de tensão elástica da fita no momento da aplicação e a escolha dos pontos inicial e final de colagem. Tudo dependerá cada tratamento e seu objetivo.

Uma dúvida muito comum: as fitas kinesio não têm nenhum tipo de anestésico em sua composição e também não são aplicados produtos com este efeito. A sensação de redução da dor vem da tensão elástica aplicada sobre a pele, que exerce uma força suave e imita os efeitos de uma massagem contínua sobre o local.

 

Como surgiu?

A bandagem elástica mais conhecida é a kinesio taping foi criada em 1973 pelo Dr. Kenzo Kase. Foi ele o quiroprata japonês que desenvolver o taping com a tensão elástica e a densidade muito parecidas com como ele é hoje, imitando a pele, o que permite os movimentos de uma forma mais adequada.

O Taping é uma fita que pode ser aplicada tanto  na drenagem Linfática pós operatória imediata chamada trans-ou intraoperatoria, ainda dentro do centro cirúrgico ou também em pós operatório mais tardio. Ela permite que o paciente possa ter uma recuperação muito mais rápida.

 

Contra indicação

Tem a ver com a característica da pele. Basicamente, não pode estar ferida nem descascando.